sábado, 20 de junho de 2015

Platão - Imortalidade da Alma





Sobre o "belo risco" que vale a pena correr, segundo Platão: crer na imortalidade da alma. 
"Certamente não convém a quem tenha alguma inteligência, pretender que essas coisas sejam exatamente como eu disse, mas que elas sejam assim, ou próximas disso, em relação as almas e as suas moradas - já que parece que a alma é imortal - eis o que me parece que convém sustentar, eis o risco que deve ocorrer aquele que acredita que é assim. Pois este risco é belo".
Platão - diálogo "Fédon" - 114d

Compartilhado de: Experiências Filosóficas