sábado, 24 de outubro de 2015

Vazio




Às vezes nos sentimos “cheios”. Pode ser aquela sensação de ter exagerado na comida, pode ser a sensação de termos ouvido coisas demais, elaborado pensamentos demais, comprado coisas demais, interagido com gente demais.

Pode ser que estejamos carregando dores demais, lembranças demais, pequenos problemas e preocupações demais.

Nestas horas o bom é esvaziar. Porque em recipiente cheio não cabe mais nada.

Dá vontade de fazer uma alimentação mais leve, de limpar as gavetas, doar roupas que já não nos servem, reduzir o barulho do ambiente, reavaliar as amizades, reduzir e melhorar a qualidade de nossa fala... de fazer uma faxina na mente e no coração.

Esvaziando e limpando podemos mudar o padrão de consciência e enxergar as coisas por novos ângulos. Assim, surgem ideias novas, novas técnicas, novos hábitos, amizades novas, novos caminhos e melhores soluções.

Mãos a obra